segunda-feira, 9 de julho de 2007

Nelson Rodrigues



O escritor Nelson Rodrigues é o grande homenageado da Festa Literária Internacional de Paraty que termina neste domingo. Mesas-redondas debateram a vasta e densa obra de um dos maiores nomes de nossas letras: o dramaturgo, o romancista, o contista, o cronista. Em todos esses gêneros foi grande, genial mesmo.
Manuel Bandeira, o poeta maior, disse dele: “Nelson Rodrigues é de longe o maior poeta dramático que já apareceu em nossa literatura”. Gilberto Freyre, na mesma pisada, foi além. O Senhor de Apipucos considerava o nosso cronista “um novo Eça de Queiroz”. E destacava ainda que Nelson, na prosa jornalística, era “mais rigoroso” do que o grande escritor português. Acrescentava Gilberto: - Nelson Rodrigues avulta na literatura atual do Brasil como nosso maior teatrólogo. O maior de hoje e o maior de todos os tempos. Pode ser considerado um equivalente, nesse setor, do Eugene O’Neil: do que foi O’Neil na literatura dos Estados Unidos. Mas ele é também o mais incisivamente escritor, sem deixar de ser vibrantemente jornalístico, dos cronistas brasileiros de hoje. O maior dos jornalistas literários - potencialmente literários - que tem tido o Brasil.
O autor de “Vestido de Noiva” é conhecido e exaltado como autor de frases geniais, Nelsonrodrigueanamente geniais. O genial em Nelson Rodrigues é um delicioso e precioso lugar-comum. Fundamentalmente necessário. Gostosa e sabiamente repetido. Suas frases valem por um compêndio inteiro, como esta: “O mesmo livro é um na véspera e outro no dia seguinte. Pode haver um tédio na primeira leitura. Nada, porém, mais denso, mais fascinante, mais novo, mais abissal do que a releitura”. Nelson Rodrigues é uma das minhas releituras mais sedutoras.
Esta semana andei relendo “O Óbvio Ululante - Primeira Confissões”, crônicas selecionadas pelo Ruy Castro, também biógrafo de Nelson. Botei o livro no bisaco e sai por aí. Abri o livro e fui reavivando algumas frases anotadas em leituras anteriores. Fui lendo e degustando - mas sem frescura de enólogo - a produção rodrigueana da safra 1967-68: Por tudo que sei da vida, dos homens, deve-se ler pouco e reler muito. A arte da leitura é a da releitura.-Eu diria que, em nossos dias, a televisão matou a janela.- Hoje, ninguém vê uma gorda sem lhe acrescentar um ponto de exclamação. Vivemos uma época tão sem busto, tão sem quadris, que ninguém entenderia a Lili em 1916. Os homens eram magros, tinham a face e o peito cavos. Mas a mulher podia ser gorda, ou, melhor, devia ser gorda.- Ninguém confessa a virtude e repito: - a simples confissão de virtudes não interessa nem ao padre, nem ao psicanalista e nem ao médium, depois da morte.
- Sim, diante de mim, está o teatro, como um horizonte obsessivo e devorador.
- A nossa solidão nasce na convivência humana.
- Desde garoto, porém, eu sentia a solidão negra. Eis o que aprendi do Brasil: aqui o branco não gosta de preto, e o preto não gosta de branco.
- A solidão do negro brasileiro não tem nem a companhia do próprio negro.
- Se a viúva amava o falecido, o segundo matrimônio passa a ser o adultério com guaranás, salgadinhos e convidados.
- Lembro-me de uma vizinha gorda e patusca como uma viúva machadiana.
- Tão fora de moda como o primeiro espartilho de Sarah Bernhardt.
- Desde menino sou fascinado pela grande dor. (Acho que a grande dor não passa jamais).- Bonito como um elefante de rajá.- Virgem como uma solteirona de Garcia Lorca.
- O meu primeiro pecado é anterior a memória.
- Hoje, repito, a “mulher fatal é mais antiga, mais obsoleta , mais defunta do que a primeira audição do “Danúbio Azul”.
- Quem fez noventa anos, ou mais, está isento do tempo, isento de idade.
- Em nossos dias, o brasileiro é um ser crispado de solidão. Cada um leva no peito uma sensação de orfandade.
- Ficou mais só do que um Robinson Crusoé sem radinho de pilha.
- O casamento de amor devia ter o segredo do adultério. Nada de proclamas. Ninguém devia saber, jamais.
- Mais corrupto do que um Nero de Cecil B. de Mille.
- Do seu lábio pendia a baba elástica e bovina do homicida.
- No Brasil não há tempo. Temos quinze minutos de História. Ao passo que, na Itália, um pires, uma xícara, uma pia, uma bica, têm mil anos.
- Nas recepções do Itamaraty, as casacas vestem os idiotas. E mais: - eles têm as melhores mulheres e usam mais condecorações do quem arquiduque austríaco.
- Trato de adular a minha úlcera com um prato de mingau.
- Com as técnicas modernas, é possível vender bem uma mediocridade.
- O brasileiro é um Narciso às avessas que cospe na própria imagem.
- A inteligência está liquidando o teatro brasileiro. Daqui por diante, só darei uma peça minha ao diretor que provar a sua imbecilidade.
- Estava mais eriçado do que as cerdas bravas do javali.
- Qualquer brasileiro é suscetível ao pequeno suborno.
- Fazia um frio de rachar catedrais.
- Com as técnicas modernas de promoção, o homem cada vez pensa menos.
- A origem do câncer está no tédio conjugal.
- O amigo é o grande acontecimento, e repito: - só o amigo existe e o resto é paisagem.
- O grande povo é cínico. Só o subdesenvolvido cultiva uns três ou quatro escrúpulos.
- O trágico da amizade é a convivência.
- O ser humano só se tornou humano, e só se tornou histórico, quando aprendeu a ficar só.- Sentimental como um ouvinte de novela.
- Minha imaginação é escassa. O meu processo é repetir. Arranquei de mim mesmo, a duras penas, uma meia dúzia de imagens. E um dia sim, outro não, repito a metáfora da antevéspera.
A televisão vive das reprises dos seus filmes, eu vivo das reprises das minhas imagens.
Graças a Deus, o leitor não percebe que leu aquilo umas cinqüenta vezes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Contador de acessos

Marcadores

pt (25) enquete (17) Dilma (15) cinema (15) brasil (12) futebol (11) f1 (10) corrupção (9) esporte (9) desgoverno pt (8) mensalão (8) Lula corrupto (7) comunismo socialismo (7) curiosidade (7) eua (7) lula (7) corruptos (6) humor (6) comunistas (5) copa 2014 (5) mundial (5) tv (5) youtube (5) Thatcher (4) basquete (4) derrota (4) esquerda (4) filme (4) governos militares (4) presidente (4) Estátua de lula (3) Reagan (3) economia (3) eleição (3) globo (3) lulálcool (3) natal (3) orkut (3) tecnologia (3) video (3) 31 de Março (2) 80s (2) Brasileiros (2) Carros caros (2) Flashback (2) Forró (2) Impeachment (2) Itamar Franco (2) Mixed set (2) Natal 2014 copa (2) PC do B (2) Piada besta (2) TV aberta (2) ayrton (2) battisti (2) bin laden (2) bolsa família (2) chavez (2) che assassino (2) deputados (2) e-mail (2) escandalo (2) esquerdismo (2) família sadia (2) feminismo (2) gisele bundchen (2) governador (2) idiotas úteis (2) inflação (2) inglaterra (2) justiça (2) marxismo (2) marxistas (2) mentira (2) micarla (2) mixtape (2) mulher (2) neymar (2) obama (2) pachecada (2) politicamente incorreto (2) porno (2) quadrilha do pt (2) racismo (2) ronaldinho (2) set mixado (2) stf (2) venezuela (2) viadagem (2) violencia (2) 1000 gols (1) 1000 postagens (1) 2011 (1) 27 anos (1) 60000 VISITAS (1) 7 de setembro (1) ABC FC (1) Adesivo para carro (1) Amy and Tony (1) Arena das dunas (1) BBB (1) Bolsonaro (1) Capitalismo (1) Comissão da verdade (1) Comunismo (1) Dance music (1) Diário de Natal (1) Do Fundo do Baú (1) Dominguinhos (1) Dívidas interna e externa (1) Elefante contra leões (1) Eleições livres (1) Elvis Preley (1) FHC (1) FHC demagogo (1) Feliz Natal (1) Fidel Castro (1) Franklin Martins (1) Gaddafi (1) Hugo Chavez (1) INELEGIVEIS (1) Igreja Católica (1) Jabor (1) Jesus Cristo (1) José alencar (1) Juizes e promotores (1) Lampião (1) Lula bêbado (1) Lula comunista (1) Lula e Fidel (1) Lula mentiroso (1) Lula multado (1) Luladrão (1) Mano Brown (1) Michael Jackson (1) Monteiro lobato (1) Mulheres (1) OVNIs (1) PM (1) Padre Fábio (1) Padre Marcelo Rossi (1) Pai nosso (1) Palocci (1) Patrulha ideológica (1) Paul McCartney (1) Paul o polvo (1) Petismo (1) Petralha (1) Prof.Amanda (1) Páscoa (1) Quem sou eu (1) Radicalismo gay (1) Roberto Carlos (1) Saramago (1) Serra 45 (1) Sousa (1) Trump (1) Twitter (1) Túlio maravilha (1) Wagner Moura (1) acessoria (1) adeus cachorro (1) afeganistão (1) amazonia (1) amigos (1) américa rn (1) anatomia de um nordestino (1) anticomunismo (1) arnaldo jabor (1) arte moderna (1) atraso nas obras (1) baianos (1) barretos (1) biografia (1) boca juniors (1) bozo (1) brasileiros otários (1) briga de gato (1) bueno (1) cai-cai (1) caiu na merda (1) calcinha (1) campeão (1) capoeira (1) carlinhos cachoeira (1) carnatal (1) carnaval não presta (1) carros e educação (1) cartas de natal (1) cbf (1) celulas-tronco (1) censo 2010 (1) charge (1) charme funk (1) chavismo (1) chivas 18 (1) chuva (1) chávez (1) cicarelli (1) cleber machado (1) comportamento (1) congresso nacional (1) congresso nacional do PT (1) conquista amorosa (1) conselho médico (1) coreia (1) costinha (1) cpi (1) craques (1) criança esperança (1) crise econômica (1) crise grega (1) crueldade com animais (1) cruz tribunais (1) cuba (1) dance underground 90s (1) demagogia (1) democracia (1) desarmamento (1) desrespeito religioso (1) destruição da família (1) didi (1) ditabranda (1) documentario (1) educação (1) ensino (1) entrevista (1) escroto (1) espanha (1) esquerda x direita (1) falência (1) ferias (1) ferreira gullar (1) fifa (1) fisiologismo (1) floresta (1) fora mano menezes (1) fracasso (1) futebol brasileiro (1) g1 (1) galvão (1) gasolina (1) gatos (1) governadores (1) gp (1) gretchem (1) guerra (1) gugu (1) henrique alves (1) herança maldita (1) heróis de filmes (1) heterossexual (1) hipocrisia contra a policia (1) homem (1) house music (1) humberto (1) igrejas evangélicas (1) impostos (1) imprenssa (1) internet (1) iraque (1) islamismo (1) jameson (1) jenna (1) jong-il (1) julgamento (1) juliana (1) kim (1) legalização (1) lewandowski (1) livros (1) locadora de mulher (1) luiz gonzaga (1) lulálcool bêbado (1) maconha (1) malandro (1) mandato (1) marcha das vadias (1) maçom (1) mega sena (1) memes dirty harry (1) miami (1) mixagens (1) morte de bezzero (1) mudanças sociais (1) musica (1) médicos cubanos (1) música (1) negra (1) nelson (1) nelson motta (1) nelson rodrigues (1) nina a hamster (1) nordeste (1) norte (1) oscar (1) paes (1) pan (1) paraguai (1) parreira (1) pedofilia (1) pele (1) pena de morte (1) piadas machistas (1) pirataria (1) playboy (1) podcast (1) politica brasileira (1) politica e internet (1) politica externa (1) política (1) ponta (1) povo (1) presidio (1) preto (1) professores (1) progressismo (1) ptc (1) rbd (1) reforma política (1) religião (1) remix (1) repressão (1) reveillon (1) ricardo texeira (1) rio são francisco (1) rolezinhos (1) romario (1) rosalba (1) rugby (1) sabão omo (1) saddan (1) sampa (1) sbt (1) senado (1) sergio (1) sergio cabral (1) severino (1) sexo e saúde (1) som automotivo (1) sos (1) steve jobs (1) suicidas úteis (1) terrorismo no brasil (1) times odiados (1) tiririca (1) torcer futebol (1) transposição (1) tribunais brasileiros (1) turistas (1) universidade (1) vagabundagem (1) vexame brasileiro (1) viado e sapatão (1) vice (1) violência (1) viver (1) volei (1) xaxá (1) xeque (1) yoani sánchez (1) zé lezin (1)
Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!